CURSO DE TEOLOGIA PARTE 3 B

REVELAÇÃO ESPECIAL OU SOBRENATURAL  (BÍBLIA SAGRADA 2 Tm.3:16):
A revelação especial nos revela a teologia cristã: Deus é o redentor; é uma norma para a igreja e meio para salvação. A Bíblia é a norma para todo o ensinamento cristão, revelando a graça redentora de Deus e a mensagem da salvação, explicando o acesso do homem a Deus.
Tanto as revelações gerais como especiais são necessárias, pois Deus se revelou em sua Palavra e no mundo.  A verdade  é encontrada  tanto na Bíblia quanto  na ciênciamas temos que distinguir  a interpretação bíblica e a do leitor. As revelações de Deus  na Palavra e no mundo nunca se contradizem, pois a Bíblia é inerrante.

4) DEFINIÇÃO DE DEUS NA TEOLOGIA:
Deus é o Ser Supremo Espírito Infinito, Eterno, Imutável em seu Ser, Sabedoria, Poder, Santidade, Justiça,  Bondade,  Verdade  Amor,  Único,  Perfeito,  Criador  Sustentador  do  universo,  Pessoal  e subsiste em três Pessoas ou Distinções: Pai, Filho e Espírito Santo.

5) DEFINIÇÃO BÍBLICA DE DEUS:
Deus é testemunha entre os homens (Gn.31:50); zeloso (Dt.4:24); misericordioso (DT.4:31); único (Dt.6:4); grande e poderoso (Dt.10:17); perfeito, verdadeiro, justo e reto (Dt.32:4); salvador (2 Sm.22:3); excelso em poder (Jó.36:22); misterioso e eterno (Jó.36:26); justo juiz (Sl.7:11); bem presente (Sl.46:1); santo (Sl.99:9);  a verdade  real e eterna  (Jr.10:10);  Espírito  (Jo.4:24);  Fiel (2 Co.1:18);   Poderoso  (2
Co.9:8); único (Gl.3:20); Amor (1 Jo.4:8); é verdadeiro em seu Filho Jesus Cristo, o verdadeiro Deus e a vida eterna. (1Jo.5:20).

6) EVIDÊNCIAS DE DEUS: (Argumentos de sua existência):
a) Argumento da Causa-e-Efeito: Todo efeito tem uma causa apropriada (He 3:4).
1) O poder, a inteligência, o propósito evidentes na natureza exigem e provam que Deus existe e que tem infinitos poder, inteligência e propósito;
2) O fato do homem  ser  uma  pessoa  e ser moral,  exige  e prova  que  Deus  existe  e que é a perfeição do saber, do sentir, do decidir, e do bem.
DIVIDIDO EM:
- Argumento Cosmológico (da causa do universo), embutido em Hb 3:4:



1)  A  2a.  Lei  da  Termodinâmica  diz  que  entropia  do  universo  sempre  aumenta  (o  caos  e desordem do universo aumentam, sua energia disponível diminui); Daí: Se o universo fosse eterno, sua energia utilizável, na eternidade passada, teria que ter sido infinita, o que é impossível; Logo o universo teve origem;
2) No universo, todo efeito tem que ter tido uma causa apropriada;
3)Logo o universo é o efeito de uma causa sem causa ,transcendente (fora do universo e  em tudo seu superior ): Deus. Existe um universo em vez de não haver nenhum, que deve ter sido causado por algo, além de si mesmo e que precisa continuar existindo; assim, se teve princípio,  teve causa e assim só Deus criou esta   matéria. Se existe um plano; existe um planejador; existe um plano, logo, existe um planejador. Algumas coisas inegavelmente existem. A minha inexisncia é possível.
Qualquer coisa que tenha a possibilidade de não existir é corretamente levada a existir por outra.
Não pode haver um retrocesso infinito das correntes causas da existência. Logo, uma primeira causa não causada da minha corrente existência existe.
Esta causa não causada tem de ser infinita, imutável, todo-poderosa,  onisciente e absolutamente
perfeita. Este ser infinitamente perfeito é apropriadamente chamado Deus”. Logo, Deus existe.
Este Deus que existe é idêntico ao Deus descrito nas Escrituras criss. Logo, o Deus descrito na
Bíblia existe.
-Argumento  Teleológico  (da causa  da ordem  e propósito  no universo)  Sl 19:1-3;  Rm 1:20 (grego Telos-Finalidade,  Propósito):Universo é um grande projeto complexo, tendo complexidade (muito cheio de elementos)  e especificidade  (características  nítidas e constantes).  (Sl 8:3-5; 94:9; Rm
1:18-23): A ordem e propósito num sistema  implicam inteligência e propósito na sua causa;
O universo tem um designer transcendente, um originador e mantenedor das suas leis, inigualavelmente inteligente e com propósito: Deus.
 Argumento   Ontológico   (da   causa   da   idéia   de   Deus):grego    Ontos-realidade,    ser perfeito):Deus é um ser absolutamente perfeito; como a exisncia é uma perfeição, Deus existe.
Todo homem, mesmo que sufocada e vagamente,  tem a idéia de um Deus infinito e perfeito (At
17:21-23 [“ao Deus desconhecido”];  Rm 1:18-20); Esta idéia, por ser infinitamente superior ao homem e ao universo, neles não pode ter se originado; Logo ela só pode ter se originado em Deus, que existe e é infinito e perfeito.
- Argumento Antropológico  ou da Causa da Moral Rm 2:14-15 (Gn 39:9 [José e a esposa de Potifar]; Sl 32:3-5; 38:1-4; Ec 12:14; Mq 6:8; Rm 1:19-32; 2:14-16): Uma voz insilenciável  fala incessantemente   à  consciência,   exige-lhe   obediênci e  assevera   de  um  Juiz  que  punirá  cada desobediência;  Esta voz sobre a consciência  não é nem imposta  pelo indivíduo  nem pela sociedade (freqüentemente  lhes é contrária!);  Portanto,  existe alguém que fala à nossa consciência,  que é bom, justo juiz, senhor, autor e mantenedor de uma lei moral permanente, absoluta e mandatória: Deus.
Moral vem dEle (Rm.2:12-15)-Leis  morais implicaum legislador moral; como uma lei moral objetiva, um legislador moral que é Deus. A intelectualidade,  consciência, a fome da alma, a intuição e a história humana (nações que temem a Deus permanecem) são provas da busca por Deus.
b) Argumento da Congruência” ou “Harmonia com os Fatos: Se um postulado é o único que (ou, de longe, o que mais ) se harmoniza com (e explica) uma série de fatos, então ele é crido e tomado como verdadeiro (exemplo: a teoria subatômica). A existência de Deus é a única (ou, de longe, a melhor) explicação para a: crença universal na Sua existência, nossa natureza moral e mental, nossa natureza religiosa,  os  fatos  e  as  leis  do  universo.  (ateísmo,  panteísmo,  agnosticismo,  etc.  não  provêm  uma explicação  adequada,  nem satisfazem  nosso coração). Portanto, Deus existe, é bom e santo, e todo- poderoso.
c) Impulsionador  Primário:  Se tudo é energia,  só Deus criou a força para iniciar esta energia
geradora de toda a vida.
d)  Possibilidade: Todas  as  partes  do  universo  dependentes  entre  si  e  assim,  dependem  da existência de um ser independente;Deus.
e) Axiológico (grego Áxios-Valor): Deus entende a vida complexa de todos s, como a complexidade psico-cerebral.
f) Eficácia da Razão: Razão admite Deus; é irracional pensar que tudo foi feito ao acaso se na vida tudo prosito.
g)   Religiosa:   Sere humanos   precisa de   Deus;o que   os   seres   humanos   precisam
existe;logo,Deus realmente existe.



h) Autoridade: Existência de líderes;Se a presença de líderes e de liderados, isso reflete que há um líder maior,Deus.
i) Experiência: Cura, milagre;Curas e milagres em todo o mundo, evidenciam a operação de Deus
(realizar milagres.)
j) consensus gentiumou Intuitividade” ou “Crença Universal Rm 2:15 [14-16]; 1:19-20 (Rm
1:19-23,28,32; Jó 32:8; At 17:28-29):
1) A Crença  na exisncia  de Deus  é universal;  é também  necessária  (no sentido  de que é a “posição normal do pêndulo”: qualquer desvio dela é temporário e contra nossa natureza); portanto, esta crença é intuitiva, inata; não é mero resultado de tradições, educação, raciocínio acurado e educado.
2) Portanto, a crença na existência de Deus foi colocada no coração do homem;
3) Só Deus poderia fazê-lo;
4)  Logo  Deus  existe.  Opinião  popular;se  numa  comunidade,  pessoas  de  diferentes  padrões atestam, evidência.
k) felicidade  cristã: Senso de Confiança.Testemunhos de pessoas  transformadas  evidenciam
Deus em suas vidas.

l) Argumento  da Alegria: Todo desejo tem um objeto real de satisfação;os  seres humanos têm u desej inato    natural   pel imortalidade;   assim há   um vida   imortal   após   a   morte   e conseqüentemente,  a presença de Deus, juiz.

MARCUS VINICIUS
(12)98876-5996
e-mail: viniciuslima1969@hotmail.com

Nenhum comentário: